18_esbu_estúdio botucatu_fazenda demétria_sp_2013_proj executivo em desenvolvimento
.
grupo garoa  +  guilherme bravin

O estúdio Botucatu é fruto da interação entre a busca pela construção do bem-estar de seu habitante e 
um intenso processo de auto-reflexão disciplinar em que peso e leveza 
se fundem para colocar a finitude material à serviço da infinitude do desejo humano. 

O cliente requisitou um espaço que pudesse tornar-se qualquer coisa, que tomasse facilmente a forma de seus desejos, 
contemplando desde a possibilidade de comportar um mini-teatro  até um quarto para a meditação. 
Diante da entrecruzada entre um tempo dinâmico e os indefiníveis e metamórficos anseios do cliente, os arquitetos,
 à dessemelhança da atual tendência midiática da arquitetura, recusaram a prática monumental, 
trabalhando pela produção de uma silenciosa arquitetura recipiente. 
Singela, limita-se a poucos elementos, apenas o necessário para a construção de um sistema de recepção 
que comporte variadas disposições para acomodar as múltiplas atividades e ambientações desejadas.

A "caixa" de concreto é a única estrutura fixa, responsável pelo acolhimento 
das intempéries alheias à aspiração humana e pela acomodação de toda a estrutura,
 liberando o espaço interno de elementos imóveis. 
No interior, o volume é livre. O mezanino de madeira é extremamente leve e de fácil desmonte, 
além de estar sustentado por uma estrutura atirantada, evitando a necessidade de grandes destruições nas futuras reformas. 
Basta despendurar para dar saltos em uma cama elástica, e re-pendurar para ter um loft de dois andares. 
Desmontar e remontar para novas conformações, às quais os arquitetos dão apenas as regras, deixando as jogadas para o próprio habitante. 
Já projetado como um vir-a-ser, a re-formalização é a essência de sua concepção.

texto por pedro beresin




perspectiva externa



perspectiva interna



perspectiva interna



perspectiva interna



perspectiva interna



perspectiva interna








croqui



planta térreo



planta mezanino




corte aa




corte bb





   
axonométrica explodida









perspectiva cortada



banheiro perspectiva cortada




axonométrica cortada





detalhe axonométrica cortada

1_contrapiso como proteção mecânica da impermeabilização
2_impermeabilização de manta asfáltica
3_contrapiso de argamassa mista com argila expandida
4_laje painel pré-fabricada
5_vidro temperado 10mm para iluminação zenial
6_rufo de zinco galvanizado
7_bloco de concreto 19x39cm para arremate da impermeabilização
8_painel de osb para fechamento da iluminação zenital
9_viga de concreto parede externa
10_viga de concreto parede interna
11_bloco de concreto 19x19cm deitado como elemento vazado
12_bloco canaleta 19x39cm grauteado









|  


apresentação / profile      projetos / work      publicações / media